by Dra Tathiana Antony on
novembro 17, 2011

Fio Russo

O Fio russo está causando uma revolução nos tratamentos de rejuvenescimento facial. Ele ergue e sustenta os tecidos flácidos, restaurando a harmonia do rosto e pescoço.

Ele é assim chamado, porque seu inventor foi um Cirurgião Russo. É utilizado para o tratamento da flacidez da pele facial sem a necessidade de cirurgia. Assim se obtém um lifting dos tecidos.

O material que o compõe é um Fio de Poplipropileno de dupla convergência, ou seja , com uma espécie de garras em sentido duplo, que é colocado no tecido flácido e consegue manter um grau de suspensão.

Os fios são colocados no tecido, na parte da gordura, através de um guia especialmente deenvolvido. Depois de colocado uma parte , traciona os tecidos para cima e a outra segura e impede que o fio se mova, e assim fica preso. O próprio fio promove de imediato uma sustentação do tecido e com o tempo ocorre a formação de tecido novo, que vai manter mais ainda a sustentação .

O fio russo pode ser colocado para tratar a flacidez do terço médio e inferior da face, da sobrancelha, e do pescoço.

O procedimento é realizado sob anestesia local, e não impede que o paciente retome suas atividades em tempo mínimo.